Trekking na Cordillera Vilcabamba – Huancacalle a Choquequirao



Huancacalle a ChoquequiraoDificuldade técnica: Fácil a Pouco Difícil

Esforço físico: Alto

Duração: 10 dias

Cusco, a antiga capital do império inca, localiza-se na vertente oriental dos Andes peruanos, a cerca de 3300 m de altitude. A região apresenta uma grande variedade de atrativos naturais e históricos: além da imensa biodiversidade dos ecossistemas andinos, da paisagem impressionante marcada por montanhas, florestas e vales profundos, e da riquíssima herança cultural dos povos pré-colombianos, o visitante encontra a sua disposição inúmeras possibilidades para a prática de esportes em sua natureza exuberante. Para os adeptos de trekking e longas caminhadas, é um verdadeiro paraíso: centenas e centenas de quilômetros de trilhas, resquícios do complexo sistema viário do império inca, cortam as montanhas e ligam suas antigas cidades, cujas ruínas são, atualmente, importantes sítios arqueológicos que atraem milhares de visitantes e intrigam pesquisadores e estudiosos.

O objetivo da expedição é a travessia da Cordillera Vilcabamba, passando pela antiga cidade inca de Choquequirao. Menos conhecida do que Machu Picchu, mas tão bonita e interessante quanto sua “irmã” mais famosa, Choquequirao encontra-se a 3110 m de altitude, em pleno coração dos Andes e 1600 m acima do cânion do rio Apurimac, que corresponde à porção andina do rio Amazonas. A visão que se tem desde as ruínas é impressionante: contrastando com a sinuosidade do rio Apurimac, correndo no fundo do cânion com suas águas esverdeadas, estão os grandes nevados andinos, compondo um cenário perfeito para a arquitetura de pedra de Choquequirao.

A travessia da Cordillera Vilcabamba começa na vila de Huancacalle, a 3000 m de altitude e a 250 km da cidade de Cusco. Serão, aproximadamente, 100 km de caminhada, realizada em 7 dias, incluindo um dia livre para a visita às ruínas de Choquequirao. O caminho apresenta diversos calçamentos de pedra, típicos da antiga arquitetura inca, e atravessa dois passos de montanha acima dos 4000 m, o Abra Choquetacarpo (4643 m) e o Abra San Juan (4170 m). Apesar do percurso não possuir nenhuma dificuldade técnica, é fundamental um bom preparo físico para vencer seus grandes desníveis. O transporte dos equipamentos e suprimentos será realizado por mulas, devendo cada participante carregar, somente, uma mochila pequena com seus itens pessoais. Além da paisagem deslumbrante, o roteiro permite ao visitante o contato com as populações andinas autóctones. Por ser uma área isolada e pouco frequentada, muitos habitantes da região falam, somente, o quéchua, idioma originário dos incas, sendo uma excelente oportunidade para uma experiência única junto a uma cultura ancestral ainda preservada. O programa inclui, também, uma visita às ruínas incas de Vitcos, Rosaspata e Ñusta Hispana, em Huancacalle.

   

Expedição com guias de montanha certificados EPGAMT / AAGM

 

Número máximo de participantes: 10

 

Relação guia – cliente: máximo de 5 clientes por guia

   

Investimento: $1290.00 dólares por pessoa

   

Condições e formas de pagamento:

  • Parcelamento sem juros até a data da expedição.
  • Pagamento através de cartões de débito, cartões de crédito ou boleto bancário.

 

saiba_mais Roteiro Serviços
incluídos
Distância e tempo de deslocamento

   

Informações e Reservas 

 


Galeria de fotos

 

Imagens de solução

PagSeguro

Share


Os comentários estão fechados.

AAGM AAGPM EPGAMT
Imagens de solução
PagSeguro